Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Viva a criminalidade! Viva Brasil!

Os que pregam o coitadismo já me enxeram o saco. Já exclui uns chatos que dizem ter votado pelos oprimidos. Vota no PT quem realmente acha que eles fazem um bom governo e não olham a robalheira desgraçada que fizeram. Memória curta, do povo que só enxerga o que quer. Quando formos assaltados pelas vitimas da "sociedade burguesa-classe-média-paulistana" temos que agradecer pelo fato do ladrão fazer isso na nossa cara, porque conseguiu ser mais honesto que esse lindo partido vermelho que governa este país. Concordo que muita gente não tem perspectiva alguma neste país. Sem emprego, sem nada e era/é para eles sobreviverem que existem os benefícios do governo. Quem rachou este país em pobre e classe media foram eles (PT) numa tentativa acertada de fazer com que o próprio povo se odeie. Não concordo com o PT pela robalheira miserável e comprovada que fizeram e fazem neste país. Eram promissores quando eram a oposição, mas como é preciso dar poder a alguém para conhecê-lo de verdade, foi comprovado que o discurso em prol dos pobres se revelou uma mina de ouro para essa quadrilha. O povo brasileiro realmente merece cada centavo roubado, porque é conivente. Hoje, nós somos os incomodados e digo sem pestanejar: não há esperança para este país porque o povo elegeu quem o representa, ou seja, estamos cercados de ladrões. Ou entramos na onda do crime, ou convivemos calados com esta zona, ou sumimos daqui. É bem triste saber que um país deste tamanho e com tanto potencial tem uma compaixão tão grande por ladrões. Posso estar absurdamente errada, mas é isso que vejo em todos os meios de comunicação, não só na globo. Ah...e não leio a Veja. Nenhum partido tem a ficha completamente limpa, infelizmente, mas reeleger um partido após tantos escândalos bilionários, não é pensar nos pobres e oprimidos, me desculpem.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Cores e luzes - Yayoi kusama e sua obsessão infinita






































Lugares

É um corredor vazio.
Um olhar por trás dos óculos.
Uma camisa amarela.
Uma mesa trocada.

Um chopp na esquina.
Um suco de laranja e dois de tamarindo.
Pratos de comida indiana.

Um vestido verde.
Sapatos vermelhos.
Carro novo.

Uma tarde no Memorial da América Latina.
Uma revista Vogue da Frida.
Perfumes novos da internet.

Cabelo cortado.
Cabelo cacheado.
Cabeça raspada.

Uma namoradeira gigante.
Um creme de anis.
Uma dieta saudável.

Comida mexicana.
Pé quebrado.
Filhotes de cão.

A saudade está em todo lugar.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Mundo ao contrário

Mentira de um vira verdade universal,
homofobia agora é "preservação da humanidade",
educação evapora com um clique,
bizarrice é o novo não quero,
menosprezo substitui o diálogo
arrogância vira poder na mente do frustado sexual,
"eu sou Dr. X e não farei isso" é a justificativa do ego inflado para seus caprichos,
(lembrei do Mario Sergio Cortela com o seu "Você sabe com quem está falando?")
puxar saco é garantia de plano de carreira,
mostrar eficiência não é mais que obrigação, te pago pra isso, mesmo que muito mal

Manda quem pode, obedece quem tem juízo (ou está tão acomodado que nem tem força pra mudar?)
O errado continua sendo errado, mesmo que todos façam.
A mentira sempre será a pior maneira de resolver um problema.
Todos possuem um estado de vida muito elevado, mesmo que não demonstre nunca.
Ela não é secretária, é só uma "assistentezinha" para justifica a economia empresarial.

É muito desafio mesmo e haja fé.
PQP... haja fé na humanidade.