Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Quero desenhar, escrever e ir ao México.

É impressionante o que acaba de acontecer.
Decidi que serei ilustradora. Claro que não foi hoje, penso nisso há pelo menos 2 anos, o que eu acho muito tempo, uma vez que só este ano comecei um curso de desenho.
Para quem não sabe, eu desenhava desde muito pequena, e cheguei a ganhar alguns concursos de desenho em uma empresa em que trabalhava meu pai. Isso com uns 4 ou 5 anos.
Décadas se passaram, estudei outras coisas, quis "matar" a arte de dentro de mim, mas é claro que a essência de uma pessoa não muda.
Acho um pouco tarde começar a levar a sério algo tão importante aos 32 anos de idade, mas não posso chegar aos 40 fingindo que quero fazer outra coisa na minha vida.
Quero desenhar, escrever e ir ao México. (eu já disse essa frase antes...rsrsrs)
Estou pesquisando cursos, aulas, professores, amigos, para aprender a ilustrar e desenhar melhor (tenho que aprender tudo!) e buscando uma mesa digitalizadora (ou tablet) na internet encontrei vários vídeos com o título "Aprende a dibujar". Cliquei para assistir e percebi que o sotaque da pessoa que falava (e explicava muito bem e sem medo de ficar sem seu conhecimento por disponibilizar suas experiências na net)era mexicano.
Viva México!!!
Agora eu tenho um professor mexicano! Isso é genial!
Decididamente, "en México encuentro la vida"

Um comentário: