Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Piensa. Piensa grande. Piensa positivamente.


Agora que a saudade de São Paulo teminou e minhas noites de sono são repletas de imagens de Tepoztlán, me pergunto: Afinal, onde é o meu lugar?

Aqui eu sei o que tenho. Não sei meu futuro, mas posso vê-lo refletido no Parque da Aclimação. Não é previsível, porém está um pouco traçado.
Ontem durante uma busca na web, me peguei cotando preço de casas. Em Tepoztlán.
Começar do zero seria uma possibilidade?
Sim. Mas com muito planejamento. Com segurança e com a documentação necessária.
Não me arriscaria em uma aventura totalmente incerta. Por isso estou pesquisando.
Planejando. Colocando na balança dois países parecidos e ao mesmo tempo tão diferentes.
Um onde eu vivi, o outro onde minha vida surgiu.
A dúvida entre a aparente segurança e a magia encantadora, porém, desconhecida.
E se eu trocasse o azul e o amarelo pelo vermelho? Ou melhor, pelo "rojo"?
Sinto que algo vai acontecer em breve. Algo vai mudar e creio que dessa mudança vira a resposta.
Posso viver sem tudo que tenho hoje? E sem magia e paz?
Não sei responder isso hoje. Não mais.
É de conhecimento público que meu coração bate mais forte quando penso em um lugar a cerca de 9 horas de distância daqui.

"Seu tesouro está onde está seu coração".

E agora?

Nenhum comentário:

Postar um comentário