Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Quero publicar meus livros no México! E preciso de ajuda!


Faz tempo que não passo por aqui. Ando sem concentração e isso dificulta a inspiração e consequentemente a escrita. Esse é o preço que pago para obter a paz que a fluoxetina me oferece. Mas não posso reclamar.

Muita coisa aconteceu nestes últimos meses.
Terminei de escrever 5 livros. O que fiz para Chavela Vargas, foi traduzido para o espanhol pelo meu professor José Rius. Escrevi três histórias infantis (uma delas é a versão infantil do livro da Chavela Vargas)e outro com poemas para crianças. Dois deles eu ilustrei. Um outro (Catarina e as baratinhas) foi ilustrado por uma profissional e foi lançado no mês passado pela Edicon.

Voltei ao México para entregar nas mãos dela o livro pronto, e me surpreendi com sua melhora. Chavela está ótima, graças a Deus!
A presenteei com meu livro lançado e também com a magnífica versão infantil ilustrada, que Chavela começou a ler na minha frente. Parou de ler por estar emocionada, mas disse que o leria depois. Foi um momento lindo!

Estou decidida a publicar os livros no México. Motivos não faltam. Além de todas as palavras que escrevi para homenagear Chavela, minha admiração é tamanha, que se estendeu a uma cidade, a um país inteiro. Quero inspirar as pessoas a lutarem pelo que acreditam.
Tudo que estava ao meu alcance foi feito. Tudo! Mas, para que mais este sonho se realize, preciso de ajuda. Preciso de pessoas que tenham contato com editoras no México e que queiram publicar essa minha homenagem à lenda viva Chavela Vargas.

Prometo que aos poucos vou atualizando este blog com um pouco mais da magia mexicana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário