Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

domingo, 16 de maio de 2010

O melhor show da minha vida: Luis Caldas na Virada Cultural

O frio dos últimos dias quase me deixou sem ânimo para sair a noite, mas ontem (sábado dia 15/05)era o dia da tão esperada Virada Cultural. E além de ser especial porque ocorre apenas una vez ao ano, haveria o show do meu queridíssimo cantor Luis Caldas.
Eu falo tanto dele, das músicas, do dvd que tenho, que as pessoas acham graça porque nunca estive na Bahia, nunca fui a um show e também, porque não conhecem alguém que goste tanto de suas canções.

"Pedi um beijo a ela e ela me deu um tapa...que que éssa nêga quer?"

Decidi que não perderia a oportunidade de ver o show de Luis Caldas aqui em São Paulo, no palco Vieira de Carvalho. Mesmo que tivesse início às 03:00 da manhã...
Pensei em um roteiro para me manter acordada até esse horário no centro e foi mais simples que imaginei vi o show de Sydnei Magal no mesmo palco à 01:0, em uma divertidíssima e nostálgica apresentação.
Assim que o show acabou fui me aproximando devagar do palco para poder ver o Rei do Axé mais de perto. Fui caminhando, caminhando e cheguei facilmente até a grade de proteção, bem em frente ao palco e esperei.
A show foi uma loucura animadíssima do começo ao fim e eu aproveitei muito! Cantei, pulei, dancei, gritei.
Em determinado momento decidi que faria um coraçãozinho com as mãos para que ele visse do palco (afinal, a nossa distância era algo inferior a 5 metros).Ele não olhava.Fiz outra vez e nada.
Lá pela quinta vez ele viu o coração! E sua reação poderia ser apenas uma piscadinha, mas ele retribuiu o gesto e colocou a mão no seu peito, e mandou de volta o beijo que com um gesto lhe joguei!
Ah.......eu ganhei a noite!
Fiquei imensamente feliz com esse gesto e digo, mesmo que ele não tivesse visto o coração, aquele foi o melhor show da minha vida!
O show em que mais me diverti.
Obrigada Rei Luis Caldas!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário