Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

sábado, 2 de outubro de 2010

Um dia especial


O dia preguiçoso se transformou completamente quando fomos surpreendidos pelo filme que substituiria a aula do dia: Elsa & Fred. Sabia que era lindo, mas não lembrava que era tão especial. Mais real do que nunca, ele passa de uma maneira encantadora que algumas pessoas são muito especiais mesmo sendo um tanto diferente dos "padrões" que as pessoas esperam que tenham.
Mudanças podem ser maravilhosas quando estamos abertos para o novo. Essa é a essência do filme.
Pensei nesse filme o dia todo.

Hoje também é um dia especial porque a Turma do Snoopy completa 60 anos. Há 10 sou perdidamente apaixonada por Snoopy e seu criador, Charlie Monroe Schulz que deve estar muito feliz vendo todas as comemorações pelo aniversário de sua obra (esteja ele onde estiver).
Tirei várias fotos com Snoopy e Charlie Brown, cantei parabéns e comi bolo, na Saraiva. Era apenas mais uma criança entre todas as outras.
Que bom!

:)

Um comentário:

  1. Hhaha, até teu professor choró asistindo o filme, ja tinha assistido na Espanha, mas é muito intenso...
    Un saludo! Continúo con el "libro"!

    ResponderExcluir