Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

domingo, 15 de janeiro de 2012

Notas musicais e seus encantos

Pessoas surpreendentes estão em todos os lugares. Usando seus dons, elas são capazes de encantar grupos imensos de pessoas. A música faz isso também, com seus grandes cantores e suas geniais interpretações. Creio que não seja novidade a ninguém, que uma dessas vozes me encantou de uma maneira tão forte, que me vi obrigada a escrever um livro, criar um blog e a voltar a desenhar para estar ao lado dela no México. Chavela Vargas é uma daquelas vozes que ou você ama ou odeia, devido ao seu timbre diferente de voz que consegue com duas palavras roubar um coração para sempre. Tanto é que, desde 2008, só são permitidos seus CDs em meu rádio, porque não escuto outra música em meu quarto. Não estou fechada a novidades não, mas é questão de preferência mesmo.
Com a internet, novos talentos surgem em vídeos nas redes sociais que, rapidamente, atiçam a curiosidade de um grupo de amigos. Foi assim que conheci Adele, que tem tudo para marcar a história da música. Mais uma vez o que surpreende é a pouca idade e a voz absurdamente perfeita. Turning Tables e Rolling in the deep, são duas de suas canções que conheço e já gosto muito. Vozes assim têm poderes mágicos. Dizem muito mais do que simples palavras cantadas. Tocam o ouvido delicadamente e atingem como um raio o coração. Quando tenho contato com pessoas assim, cujo talento sobressai na multidão, vejo claramente que as pessoas podem ser muito melhores se souberem usar seus dons. Fico feliz em poder admirá-las. Como elas, todos nós sabemos fazer algo de uma maneira diferente, com mais habilidade, determinação ou facilidade que outros. Essa é a genialidade em sermos humanos. Se eu pudesse pedir algo a vocês (que têm acesso a esta coluna) pediria que jamais abandonassem seus talentos, porque todos nós temos a capacidade de inspirar outras pessoas que estão a ponto de desistir de algum sonho.  A vida se torna muito mais feliz quando temos inspiração.
Elas cantam, eu escrevo, desenho e pinto. E você, como pode inspirar alguém?

Nenhum comentário:

Postar um comentário