Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

domingo, 21 de abril de 2013

Vida interessante



 "Pessoas com vidas interessantes não têm fricote. Elas trocam de cidade. Investem em projetos sem garantia. Interessam-se por gente que é o oposto delas. Pedem demissão sem ter outro emprego em vista. Aceitam um convite para fazer o que nunca fizeram. Estão dispostas a mudar de cor preferida, de prato predileto. Começam do zero inúmeras vezes. Não se assustam com a passagem do tempo. Sobem no palco, tosam o cabelo, fazem loucuras por amor, compram passagens só de ida.
   Para os rotuladores de plantão, um bando de inconseqüentes. Ou artistas, o que dá no mesmo. Ter uma vida interessante não é prerrogativa de uma classe. É acessível a médicos, donas de casa, operadores de telemarketing, professoras, fiscais da Receita, ascensoristas. "

   Este, é um trecho do livro Doidas  e Santas de Martha Medeiros, que andou circulando pelas redes sociais recentemente. É ótimo porque é simples e diz tudo. Nos faz pensar em como não escrevemos isso antes se era exatamente o que queríamos falar? A simplicidade da escrita cutuca quem lê, a ponto de fazer questionar o quão interessante pode ser uma vida e o que se pode fazer para transformá-la.
   Minha nova queridinha. Busco mais inspiração em suas palavras justamente nesta fase "mente branca", preguiçosa e sem inspiração. Vida interessante é faser a vida de alguém interessante, mesmo que com um único parágrafo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário