Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

terça-feira, 26 de maio de 2009

This is the end

Há pouco menos de três semanas para a conclusão do meu sofrido e transformador curso de Pós Graduação, gostaria de compartilhar um pouquinho do que era a minha visão de Gestão do Conhecimento uma aula depois da minha "quase" desistência...

**************************************************
Estou de volta, desta vez a inspiração foi Arnaldo Antunes! (consegui!!!). Sim! Fiz uma música!

Diário de bordo: Aula 16/10/2008 - Debate entre convidados.

“ O curso”

Cassapo
Saldanha
Pontual
Ladislau
Rose
Edson
Organização sem vocação ou sem paixão

E o curso ela ainda cursa

Cartel
Gestão da ignorância
Teoria U
Visão sistêmica
Resistência às transformações
Círculos reflexivos
Livros e livros

E o curso ela ainda cursa

Articulação de interesses
O intangível
Empresa fragmentada
Esquizofrenia da transitoriedade
Quebra de paradigmas
Fragmentação e rede
Che Guevara do conhecimento

E o curso ela ainda cursa
E um curso ainda é pouco...
O curso...
O curso...

Um comentário: