Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Lugar ideal



Cada rumo inesquecível seguimos, pelas longas estradas deste universo que nos une.
Tão longe precisamos ir até encontrar o que sempre esteve tão perto. Sem disciplina, todas as voltas que damos nos trazem sempre ao mesmo lugar.
O objetivo que sempre existiu, os meios que sempre quisemos.
Tudo retorna à origem.
O valor humano que existe e só precisamos descobrir a medida ideal. Nada mais.
Os cinco sentidos mais apurados podem ouvir o bater suave das asas daqueles olhos que voavam ao nosso redor.
Que nos fizeram ver as cores da arte naquele corpo. Sentimos o perfume que mais ninguém tem.
E sentimos o calor da paz e o gosto da certeza de estarmos no caminho ideal.
Uma reunião de Deuses dos mais diferentes mundos que buscam se tornar pessoas melhores.
Tudo que eu quero nas mais variadas formas que posso verbalizar.
Tudo e muito mais.



"Quem cria a história é o ser humano.
Você é o ator principal.
Não conte com ninguém.
Você é quem deve protagonizar esse drama de feliz criação.
Levante-se resoluto!
Quebre o próprio limite!
A nova era será descortinada por um novo desafio.
Devemos avançar todos os dias!
Devemos prosperar todos os dias!
Esquecendo-se dos desafios, cairemos na rotina e o que nos aguarda serão apenas a derrota e o fracasso.
Mude o ‘eu’ de ontem e vença hoje absolutamente!
Aí existe a regra fundamental da vitória!”
(Daisaku Ikeda)

Nenhum comentário:

Postar um comentário