Pablo Neruda

"Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo.
A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento. Porque em noites como esta tive-a em meus braços,a minha alma não se contenta por havê-la perdido. Embora seja a última dor que ela me causa,e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo."

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Dismantle Repair

One last glance in a taxi cab images scar my mind
Four weeks felt like years since your full attention was all mine
The night was young and so were we talked about life, God, death, and your family
Did not want any promises, just my undivided honesty, and you said
Oh, things are going to change now for the better
Oh, things are going to change
I am the patron saint of lost causes a fraction of who I once believed (change). It's only a matter of time
Opinions I would try and rewrite if life had background music playing your song
I have got to be honest, I tried to escape you but the orchestra plays on, and they sang
Things are going to change
Hands, like secrets, are the hardest thing to keep from you lines and phrases, like knives, your words can cut me through
Dismantle me down (repair).You dismantle me.You dismantle me
Give me time to prove. Prove I want the rest of yours (prelude)
Call this a prelude to a lifetime of you it's not that I hang on every word I hang myself on what you repeat it's not that
I keep hanging on I'm never letting go
Save me from myself
Help me save me from myself
Save me from myself.

Nenhum comentário:

Postar um comentário